Arquivo da categoria: Ética profissional

PENSE FORA DA CAIXA

Por Julio Pascoal

Vivemos em uma sociedade que para tudo existe um padrão, seja de beleza, Altura, profissão, educação, étnico, religioso… Para onde olharmos vamos encontrar um modelo pré-definido de “como é e deve ser”, e esses padrões nos ensinam a manter esse ciclo, limitando nossa capacidade criativa e evolutiva.

pensando-fora-da-caixa

Muitos falam em “pensar fora da caixa”, que seria quebrar paradigmas, fazer mais, diferenciar-se, e tudo isto parece ser uma coisa muito simples e prática, porém, reagir e transcender os padrões nos gera um “pré-conceito” frente aos conservadores (lei ação e reação).

Pensar e fazer diferente vai nos abrir duas vertentes, uma: é sermos vistos como pessoas que estão prontas para mudar a realidade em sua volta. Outra: é ser entendido como “anormais” na sociedade tradicional. Tudo vai depender de como vamos conduzir esse grande desafio, sempre em prol ao nosso sucesso pessoal e profissional.

Não se prenda a padrões pré-definidos, seja alternativo. Entenda que podemos ver e viver as coisas de diversas formas, e estar desprendido de paradigmas vai nos permitir sermos mais receptíveis e adaptáveis a situações novas. #pensenisto

Gostou? Compartilhe com quem você considera importante.

Para compartilhar nas redes sociais, comentar, e curtir,  no click no link do post.

Relacionamento Interpessoal – Estamos esquecendo isto!

Muitas pessoas e empresas estão se preocupando muito com o desenvolvimento da interação tecnológica com as pessoas, e esquecendo que as pessoas possuem a necessidade básica de desenvolver isto, ou seja, trabalhar o relacionamento interpessoal.

Conheço pessoas que são detectores de um surpreendente intelecto, conseguem absorver certas informações em uma velocidade e detalhes incríveis, porém quando se fala em se relacionar com as pessoas elas “não conseguem desenvolver”.

Acredito que isto é mais sério do que pensamos, será que nós estamos esquecendo que somos uma pequena parte de uma enorme engrenagem, e que por isso, não funcionamos sozinhos???

O pior é, quando pessoas com essas características ocupam um cargo como gestor… Será que alguém pode me explicar: como ser gerido por alguém que apresenta auto-suficiência? Como atuar dentro desse contexto? Obviamente pessoas que desenvolvem seu relacionamento interpessoal, vão descobrir uma maneira de conviver, mas, até quando?

Há quem diga que temos que entender, pois, essas pessoas sofrem de um mal chamado de INSEGURANÇA, e por isso costumam centralizar atividades, e também se isolam em seu mundo “perfeito”.

Entendo esse comportamento e através de vivência e recomendo a essas pessoas: Socialize-se, entenda que precisamos um do outro, e que o time complementa o sucesso do craque. #PENSENISTO

 

Por Julio Pascoal

 

Gostou? Compartilhe com quem você considera importante.

Para compartilhar nas redes sociais, comentar, e curtir,  no click no link do post.

QUEM É VOCÊ???

Ei! Porque algumas pessoas mudam de postura para agradar os diferentes tipos de perfis/características que encontram na família, na rede de amigos, no trabalho, e entre outros…

Sabemos que existem vários tipos de perfis de pessoas e grupos, e que cada um com suas características, nós, com toda certeza, apresentamos perfil que se enquadra em um grupo, ou mais que um. Esses, vão se classificar pelas suas etnias, religião, raça, classe social…

Porém, já parou para pensar que VOCÊ É ÚNICO, e todo que você vive e irá viver, só pertence a uma pessoa chamada VOCÊ. O que quero dizer é: use isso a seu favor e valorize suas experiências, sua vida, mostrando para as pessoas de sua vivencia, quem realmente é essa pessoa tão especial e única.

Concordo que, o principio do conceito de relacionamento interpessoal e educação, é claro, é entender e atender as necessidades um do outro, ou seja, adequar-se àquele ambiente e/ou situação para não se torna o patinho feio d’aquele grupo, vivemos em sociedade, e respeitar as diferenças é principio básico. Mas, acredito que o sentido de empatia não seja mudar de personalidade, e sim utilizar estrategicamente o seu perfil para agradar e satisfazer os diferentes perfis que vamos encontrar em nossa jornada, até por que, se mudarmos de acordo com as diferenças das pessoas, vai existir quantos de nós, e quem será você no meio de tudo isso???  #eupensonistoevocê

 

Por Julio Pascoal

 

Gostou? Compartilhe com quem você considera importante.

Para compartilhar nas redes sociais, comentar, e curtir,  no click no link do post.